CUIDANDO DO SEU MELHOR AMIGO: CONHEÇA 5 CUIDADOS ESSENCIAIS, E QUE MUITA GENTE ESQUECE, COM PETS – Imobiliária Santamérica
Revista Santamérica
 
CUIDANDO DO SEU MELHOR AMIGO: CONHEÇA 5 CUIDADOS ESSENCIAIS, E QUE MUITA GENTE ESQUECE, COM PETS

Ter um pet em casa, seja ele um gatinho, cachorro ou qualquer outro animal que possa encantar o ambiente (e deixar o lar muito mais aconchegante), é sempre tudo de bom. Além de carinhos e atenção, seu amiguinho precisa também de cuidados especiais em todas as fases da vida, especialmente, na época de filhote – onde todos os espaços e experiências são muito novos e qualquer descoberta pode causar estranheza e necessitar de tempos de adaptação. 

Pensando no carinho e conforto do seu amiguinho, iremos falar neste texto sobre algumas dicas importantes – e que muita gente se esquece – sobre como deixar seu pet ainda mais a vontade e feliz, esteja ele em qualquer tipo de lar. 

Alimentação especial: cães e gatos filhotes precisam de uma ração apropriada para o porte e tamanho deles. Antes de tudo, são animais em fase de desenvolvimento, e, assim, tem uma necessidade de nutrição diferenciada. 

Além de terem muita disposição e um organismo acelerado, quase sempre filhotes têm maior demanda de alguns nutrientes. Por isso, avalie sempre com seu veterinário e pet shop de confiança qual o tipo de ração adequada para seu amiguinho. Lembrando que raças e tipos de cães que tendem a crescer muito, quase sempre, tem uma necessidade de tipos de cães de porte médio e pequeno. 

Cantinho especial: como todo bebê, ou criança em fase de crescimento e descobertas, os filhotes também precisam de um local protegido do frio, vento e do calor intenso. O ideal é que você providencie uma caminha e a coloque dentro de casa ou apartamento. Protegidos do frio e dos ventos (conforme o clima da região onde você vive) eles tendem a crescer muito mais saudáveis e desenvolvidos.  

Vai se mudar com o seu pet? Aproveite e confira nosso artigo sobre como deixá-lo mais confortável em mudanças

Em dias gelados, não se esqueça de colocar um cobertor perto da caminha. No começo, até se adaptarem ao lar, eles devem chorar bastante. Caso você os adote assim que eles desmamarem, ou seja, caso pegue os filhotes de cachorro que estavam ainda com a mãe, provavelmente eles irão chorar por uma ou duas noites. Faz parte do processo de adaptação. Além de dar atenção aos novos integrantes da família, é interessante adquirir um bichinho de pelúcia apropriado para que os pets se divirtam.

Atenção aos remédios: filhotes de cães e gato precisam de vermífugo sim! É preciso vermifugar os filhotinhos, geralmente, já com 30 dias do nascimento – verifique sempre com seu veterinário a necessidade de doses simples ou duplas. Antes de adotar um novo companheirinho, pergunte sempre se eles já receberam vermífugo e as vacinas necessárias e informe isso ao médico-veterinário, para que ele estabeleça o protocolo de vermifugação. 

Vai deixar seu amiguinho sozinho em casa? No começo, deixar seu bichinho totalmente só pode fazer com que ele fique muito ansioso, e até faça barulhos que podem incomodar vizinhos e outras pessoas, no entanto, é possível trabalhar para que este problema não ocorra mais! Para que seu cachorro não fique aflito ao ser deixado sozinho em casa, treine-o e vá adaptando aos poucos. 

Uma dica, pegue suas chaves e objetos pessoais (que geralmente usa para ir para o trabalho) e saia por 2 ou 3 minutos. Vá aumentando esse tempo gradualmente. Ao deixá-lo sozinho, deixe um rádio ou televisão, para que com o ruído, ele pense que há pessoas em casa e fique mais tranquilo. Você também pode dar a ele brinquedos, bichinhos de pelúcia e outros objetos que o estimulem e o mantenha ocupado ao longo do dia. 

Seu pet fica MUITO tempo dentro de casa? Embora ter um pet seja tudo de bom, ninguém disse que que ia ser fácil ter um cachorro dentro de casa? Invista em acessórios como aquele “rolinho adesivo” para remover pelos de superfícies e roupas. Existem, no entanto, produtos específicos de limpeza: desinfetantes, “tapetinhos higiênicos” para xixi que impedem o mau cheiro. Seu pet ainda não aprendeu a fazer xixi no lugar certo? Também existem produtos para remover o xixi de tapetes e sofás e minimizar desconfortos. 

Vale a pena investir em um adestrador? Será que chamar um treinador pode resolver esses problemas? Depende da idade, da raça e da capacidade de aprender do seu pet. É difícil recriar hábitos e costumes do zero, mas, será possível ensinar a fazer as necessidades no lugar certo, não ser agressivo com visitas e a não pular no sofá ou na cama.

Esperamos que essas dicas ajudem você a ter uma experiência ainda mais tranquila e amorosa com seu novo amigo! Ter um pet é tudo de bom e, tratando dele com carinho, você terá a melhor companhia para todos os momentos!

E mais! Muitos imóveis em Londrina e região já possuem espaços e cantinhos adaptados para proprietários que adoram ter bichinhos em casa. Quer saber mais? Entre em contato conosco! Qualquer dúvida, ficaremos felizes em ajudar você.